O Movimento Hippie-Pit Bull de Sophie Gamand

Athena, do abrigo Sean Casey rescueSophie Gamand, 2014.

Na série Flower Power, Pit Bulls of the Revolution (“O Poder das Flores, Pit Bulls da Revolução”), a fotógrafa Sophie Gamand retrata o lado fifonho e florido dos pit bulls.

Quem tem medo dos Pit Bulls? Muita gente tem. Para a fotógrafa e ativista novaiorquina Sophie Gamand, este medo está ligado à imagem negativa destes cães, construída na mídia, na falta de informação e, nas muitas fotografias que geralmente os mostra como seres ásperos, durões, e altamente ferozes.

Baby, do abrigo Sean Casey Rescue. Sophie Gamand, 2014.

Por isso, ela foi atrás do outro lado deste cão e encontrou um lado fofo, doce, e amigável, e... hiponga. Sophie deu um toque hippie nos pit bulls durante suas sessões fotográficas em algumas das várias instituições de resgate e abrigo de cães nos EUA. Com isso, ela vem ajudando na adoção desses animais abandonados, ao mesmo tempo em que trabalha na construção de uma imagem positiva deles.

Mas o quê diria um pit bull hippie? “Faça amor; Não morda perna”? Seja lá o quê eles venham um dia a nos dizer, talvez essas carinhas consigam mudar a forte imagem negativa que carregam.

As fotos da série Flower Power, Pit Bulls of the Revolution (“O Poder das Flores, Pit Bulls da Revolução”), são aqui acompanhadas do texto da própria Sophie sobre a sua série de fotografias (ainda em progresso), traduzido do seu site Sophie Gamand Photography.


Brownie, do abrigo Hempstead Town Animal Shelter. Sophie Gamand, 2014.

Cali, do abrigo Sean Casey rescue. Sophie Gamand, 2014.

Baby, do abrigo Second Chance Rescue. Sophie Gamand, 2014.

“’Flower Power, Pit Bulls of the Revolution’ é uma série dedicada aos cães classificados sob o nome de pit bulls. Eu quis retratar este grupo incompreendido sob uma luz diferente. O público e a mídia jornalística em geral consideram o ‘pit bull’ como aquele pertencente a uma das seguintes raças, ou simplesmente aquele que se pareça com: o American Pit Bull Terrier, o Staffordshire Bull Terrier, o American Staffordshire Terrier, o Bull Terrier, ou qualquer mistura. Resumindo, a maioria dos ‘Pit Bulls’ são julgados com base em certas características físicas. Além disso, se fisicamente eles parecem pertencer a esse grupo, eles virão a ser considerados por muitos como perigosos, sem levarem em conta os seus temperamentos individuais”.

Dharma, do abrigo Animal Haven. Sophie Gamand, 2014.
 
Erica, do abrigo Sean Casey rescue. Sophie Gamand, 2014.

Europa, do abrigo Animal Haven. Sophie Gamand, 2014.

Fancy, do abrigo Second Chance Rescue. Sophie Gamand, 2014.

Gunther, do abrigo Hempstead Town Animal Shelter. Sophie Gamand, 2014.

“Este projeto começou como uma desculpa para que eu pudesse descobrir mais sobre os pit bulls, e ver por mim mesma quem eram esses cães. Seriam eles realmente todos loucos e perigosos? Ou a maioria deles seria simplesmente vítima de uma generalização? Como muitas pessoas, eu admito que eu também tinha preconceitos contra eles. Mas, como uma voluntária ativa em vários grupos de resgate de animais, eu frequentemente pude ter contato com pit bulls e lentamente fui cedendo ao caráter doce e amigável deles. Decidi enfrentar meus receios e explorar o lado suave destes cães de uma maneira visual”.

Hank, do abrigo Hempstead Town Animal Shelter. Sophie Gamand, 2014.

Jellybean, do abrigo Sean Casey Rescue. Sophie Gamand, 2014.

Lucy, do abrigo Animal Haven. Sophie Gamand, 2014.

Minnie, do abrigo Sean Casey Rescue. Sophie Gamand, 2014.

Regina, do abrigo Sean Casey Rescue. Sophie Gamand, 2014.

“Percebi que os pit bulls sempre foram retratados em fotografias bem urbanas, ásperas. A imagem associada a estes cães muitas vezes é severa, transmitindo a ideia de que eles são durões. Na minha opinião, isso alimenta o mito de que estes cães são psicopatas latentes. Então eu decidi tomar o outro caminho e assim retratá-los como hippies, personagens fofos inspirados nos personagens de contos de fadas, femininos e sonhadores. A ideia da série ‘Flower Power’ floresceu”.

Rex, do abrigo Sean Casey Rescue. Sophie Gamand, 2014.

“Eu fiz ornamentos florais e entrei em contato com três grupos de resgate animal em Nova York: o Sean Casey Animal Rescue, Second Chance Resgate, e o Animal Haven. Todos os três acolheram o meu projeto com entusiasmo. Montei um estúdio nas instalações daqueles abrigos e fotografei alguns dos pit bulls que lá estavam para serem adotados (julho e agosto de 2014). Em setembro de 2014, eu respondi o pedido do Hempstead Town Animal Shelter (Abrigo de Animais da Cidade de Hempstead) e organizei uma sessão de Flower Power para fotografar os casos mais urgentes. Aquele abrigo tem 140 cães sob os seus cuidados, pit bulls em sua maioria, e muitos deles estão lá há mais de dois anos”.

Rome, do abrigo Animal Haven. Sophie Gamand, 2014.

“Estima-se que 1.000.000 de pit bulls são sacrificados todos os anos em abrigos dos Estados Unidos. Vítimas de preconceitos, leis desacompanhadas de educação e contos urbanos que os associam com ultra violência, eles são, provavelmente, os cães mais incompreendidos. Os pit bulls, como qualquer cão da raça terrier, são animais fortes e poderosos. Não há como negar isso. Mas poder não significa necessariamente violência. A maioria dos pit bulls é pacífica, um bichinho fofo. O seu poder está em seu amor incondicional e aconchegante. Para esta série, eu os imaginei como hippies, lutando contra o sistema e contra a imagem que recai sobre eles, usando o poder do amor e a suavidade das flores.

A série ‘Flower Power’ foi um desafio a mim mesma para que eu abordasse os pit bulls através de uma perspectiva nova e com o meu coração aberto. Eu convido todos os expectadores a fazerem o mesmo”.

Ruckus, do abrigo Hempstead Town Animal Shelter. Sophie Gamand, 2014.

Shelbie, do abrigo Hempstead Town Animal Shelter. Sophie Gamand, 2014.

Valentino, do abrigo Hempstead Town Animal Shelter. Sophie Gamand, 2014.

Sophie Gamand continua com o projeto da série Flower Power, e para ver mais esse lado hippie dos pit bulls ela convida os visitantes de seu site a visitarem também seu perfil no Facebook, onde ela faz atualizações de fotos realizadas em outros abrigos.

Visite o website de Sophie Bamand e veja suas outras séries fotográficas—que são lindas.

c&p

Nenhum comentário:

Postar um comentário

('Trollagens' e comentários Desrespeitosos e Ofensivos não serão publicados):