‘Jurassic Park Edição Salto Alto’ e A Ironia Sapatológica de ‘Jurassic World’

“O salto alto produz efeito não apenas pela estética—o alongamento do corpo, a curvatura da perna—, mas também por causa da física. Para manter o equilíbrio nos saltos, sejam eles stilettos ou Luís XV, ou sejam algo no meio—para se andar sobre espetos, essencialmente, com sucesso e segurança—você deve mudar o seu centro de gravidade passo após passo, de modo que as suas costas fiquem arqueadas, os seus ombros fiquem esticados, e a sua pélvis seja empurrada para a frente. Você ginga e você balança; caso contrário, você vai deslizar. Os saltos altos são delicados, e eles são perigosos, e essas duas coisas trabalhando em conjunto são a fonte do seu encanto”. (Megan Garber, The Atlantic; 15 de junho de 2015). (Imagem: Reprodução/Internet)

Claire Dearing, a gerente de operações do parque temático do filme “Jurassic World”, interpretada pela atriz Bryce Dallas Howard, deixou a Internet agitada. No filme, a personagem não tira o seu par de sapatos salto alto; ela corre e foge dos dinos com eles nos pés.


O fato da personagem ter mantido os seus saltos naqueles momentos difíceis—assim como o grande debate internético sobre este detalhe do filme—levou o XVP Comedy, um grupo de comédia de Chicago, a dar a todos os personagens do primeiro filme da franquia ‘jurássica’ um toque da personagem ‘feminina-forte’ de “Jurassic World”, que mantém a pose, e seus saltos, sem perder a classe—e a vida!


O XVP Comedy montou um vídeo propaganda de lançamento de uma edição especial fictícia de Jurassic Park “digitalmente remasterizada”. Embora o vídeo não seja legendado, ele é visualmente óbvio. Assista abaixo:



A decisão de representar uma mulher forte usando saltos altos em qualquer situação, inclusive quando ela foge de dinossauros em plena selva, pode soar duvidosa. Tudo indica que esta decisão foi intencionalmente tomada para dar uma dose de comicidade, de incredibilidade ao filme—caso os dinossauros ressuscitados se tornassem insuficientes em cumprir tal tarefa.

Os saltos da heroína do filme deram pano pra manga no debate sobre os personagens femininos em Hollywood, chegando a quase nos fazer acreditar que o filme “Jurassic World” teria um problema sapatológico. Por exemplo, Bridey Heing, no artigo “Precisamos falar sobre o salto alto de Bryce Dallas Howard em Jurassic World”, disse:

“Não é necessário muito entendimento sobre o filme para ver que colocar a principal personagem feminina permanentemente em salto alto é problemático e irreal na melhor hipótese, e diretamente sexista na pior das hipóteses. (…) Outros estão levando a questão um passo adiante e, ao invés de ver os saltos como um sinal de estereótipos tradicionais de gênero, ou uma escolha pessoal para este personagem, elas veem o fato como uma iteração moderna do feminismo”. 

Mas existe sensatez no debate. Toda a discussão envolvendo o sapato de Claire, levou Megan Garber, em seu artigo “O Salto Alto Permanente: O Personagem Mais Ridículo de ‘Jurassic World’” a concluir:

“Os saltos de Claire, nesta rodada de argumentos, são saltos ironizados. Eles são saltos argumentativos. Eles não são uma coisa blasé da heroína-de-stilettos de filme de ação; eles não são o resultado das regras de criação impensadas que recentemente levou [a atriz] Emily Blunt a declarar: Nós não deveríamos usar salto alto, de qualquer maneira’. Os saltos de ‘Jurassic World’, em vez disso, são um comentário sobre o feminismo e a feminilidade de uma personagem cujas características envolvem intimamente essas duas coisas. (…) [Os] saltos de Claire são ... saltos intencionais. Eles são destinados a nos fazer rir e a nos fazer pensar. Eles estão nos fazendo falar sobre eles”.

Como ingrediente comédia, os saltos serviram muito bem na divulgação do filme. “Eu treinei para correr em salto alto como se eu estivesse nas Olimpíadas”, disse Bryce Dallas Howard no programa de bate-papo The Late Late Show de James Corden. Ao lado dela, Chris Pratt elogiou o esforço da colega e respondeu que nunca havia andado em salto alto por ainda não ter encontrado um par que coubesse em seus pés. James Corden, o anfitrião do programa, já preparado, entregou um par vermelho a Chris. O ator correu o melhor que pôde usando os sapatos no palco do programa—clique aqui para ver.

Bem, o fato é que quando se está fugindo de dinossauros, ninguém vai ter tempo pra pensar no que se está calçando. No final, o vídeo do grupo XVP Comedy é o melhor comentário sobre a ironia dos “saltos” dos dinossauros no filme.


c&p

Fonte: A.V. Club; The Atlantic.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

('Trollagens' e comentários Desrespeitosos e Ofensivos não serão publicados):